Club de
Santa Izabel do Oeste

Ryla 2020

Ryla 2020   Data 06/06/2020 - 16:00 as 18:00    Palestras 1) Autoconhecimento - Mayckon Grassi (Psicólogo)  2) Autodesenvolvimento - Teófilo Laborne (Atleta profissional)  3) Autoliderança - Simone Zolet    Curriculos Myckon Grassi: Professor  no colégio Bertoni Medianeira de habilidade sócio emocional, graduando de psicologia do 7 período, voluntário na ONG sos vida a 10 anos, atualmente é coordenador do grupo de apoio sobrevivências, grupo destinado para apoio emocional para quem tem questões relacionadas ao suicídio.     Teófilo Laborne: Campeão pan-americano 1991, finalista olímpico 1992, campeão e duas vezes recordista mundial 1993, superintendente de esportes de competição do Estado de Mimas Gerais 2004 a 2008 e Gerente de Natação do Minas Tênis Clube de 2009 até hoje.     Simone Zolet: apaixonada pelo potencial positivo dos indivíduos, pesquisadora independente, escritora, empreendedora evolutiva, voluntária co-fundadora da Ong Liderare. Experiencia de mais de duas décadas em desenvolvimento de lideranças.     Inscrições: - Exclusivas para alunos de escolas publicas de 14 a 18 anos (até 3 participantes) - Sem custo - Link: https://forms.gle/oS7SaPvRdSzpyMba8     Observação: Durante o evento serão sorteados 2 tablets e 1 notebook! (valido para inscritos e presentes)Dúvidas com a companheira Marinez Rubert (45) 99976-7737

Postado em 30 de Maio de 2020

Campanha: sua meta nosso sucesso.

No último dia 15 maio, mais de 250 clubes brasileiros finalizaram a inserção de metas 2020-21 no Rotary Club Central e foram reconhecidos com um certificado emitido pelo RI Brazil Office. Como deve saber, as metas são o planejamento do sucesso do clube! Por isso, incentivamos que discutam quais ações e conquistas planejam para o novo ano rotário que se inicia em 1 de julho e Insira as metas 2020-21 o quanto antes. As metas para o ano entrante foram simplificadas e centralizadas no Rotary Club Central. É fácil e rápido! Materiais de referência: Guia de Planejamento Estratégico e o Rotary Club Central. Bom trabalho!

Postado em 22 de Maio de 2020

Como apoiar os estudantes do Intercâmbio de Jovens durante a pandemia de covid-19

Pelos funcionários do departamento de Intercâmbio de Jovens e de Proteção a Jovens do Rotary International Enquanto o mundo enfrenta desafios extraordinários em meio à pandemia do coronavírus, os participantes do Intercâmbio de Jovens do Rotary também estão enfrentando desafios inusitados. O Rotary International está trabalhando com líderes de clubes e distritos para assegurar que a saúde e a segurança dos estudantes continuem sendo a maior prioridade, quer eles permaneçam no país anfitrião ou retornem para casa. Prezar pela segurança dos estudantes inclui oferecer apoio emocional àqueles que estão passando por uma experiência bem diferente do que esperavam. Para ajudar as pessoas envolvidas no programa, pedimos para dois líderes do Intercâmbio de Jovens compartilhar as melhores maneiras de apoiar os intercambistas durante esses tempos inusitados. Tom Overbaugh, ex-governador do Distrito 7170, conta que, ao optar por mandar os estudantes de volta para casa antecipadamente, o distrito chegou à conclusão de que também precisava oferecer apoio emocional, pois alguns jovens estavam com medo da viagem ou da quarentena. Ele compartilhou os conselhos que recebeu da dirigente de Intercâmbio de Jovens do seu distrito, Michele Hughes: Siga os conselhos do governo local e autoridades da saúde. Muitos alunos que voltarem para casa terão que ficar de quarentena (possivelmente isolados até de suas famílias) por um período de 14 dias. Este pode ser o maior desafio, já que, depois de um longo período de separação, os familiares querem ficar fisicamente próximos uns dos outros, e não socialmente distantes. No entanto, é importante reconhecer o potencial de exposição ao vírus, e seguir os conselhos do governo local e especialistas em saúde. Rematricule o estudante em sua escola local. Os pais dos intercambistas que voltarem para casa antecipadamente devem entrar em contato com seu distrito escolar para perguntar sobre a possibilidade de matriculá-los em cursos semestrais. A participação nas aulas dá aos jovens algo importante em que se concentrar, em vez de se preocupar com o retorno antecipado do intercâmbio. Fale com o estudante sobre sua experiência de intercâmbio. Depois que voltarem para casa, os intercambistas devem participar de uma sessão em grupo organizada pela Comissão Distrital de Intercâmbio de Jovens. Além de dar aos jovens a oportunidade de ouvir e compartilhar experiências e apoiar uns aos outros, a reunião fornece à comissão informações valiosas sobre como eles se sentem. Determine o tipo de apoio que os estudantes precisam. Nem todos os estudantes precisam do mesmo tipo de apoio emocional. Alguns se sentem mais à vontade falando com conselheiros escolares, enquanto que outros gostam de responder perguntas sobre sua experiência no intercâmbio. Pat Carson, coordenadora de estudantes outbound do Distrito 5080, compartilhou os seguintes conselhos: Preze pela saúde mental – A Comissão de Intercâmbio de Jovens do nosso distrito tem um conselheiro de saúde mental que contata cada estudante que volta para casa mais cedo para oferecer apoio. Esta assistência é muito importante, especialmente durante a atual crise de covid-19. Contate os estudantes após o intercâmbio – Contatamos todos os estudantes que retornaram para casa antecipadamente por meio de videoconferência para que possam compartilhar o que estão vivenciando e apoiar uns aos outros. Adapte-se à nova situação – É importante oferecer apoio às famílias anfitriãs e estudantes que ainda estão sendo hospedados em nosso distrito. Como os intercambistas não podem mais participar de reuniões presenciais, nós usamos as videoconferências para nos comunicarmos com eles. Embora este não seja o intercâmbio para o qual eles se inscreveram, após falar com as famílias e considerar todas as informações fornecidas pelo governo e autoridades da saúde, os pais de alguns dos nossos estudantes inbound decidiram deixar seus filhos continuar o intercâmbio e permanecer onde estão. Apoie as famílias anfitriãs – Diante da atual situação, é mais importante do que nunca apoiar as famílias anfitriãs. Como exemplo, eu estou hospedando um estudante que se mudou para nossa casa uma semana antes do distanciamento social ser colocado em prática. Como no momento não há atividades escolares ou sociais, estamos encontrando novas maneiras de nos manter engajados, seja praticando o idioma ou falando com amigos e familiares on-line. Muitas outras famílias anfitriãs podem estar vivenciando circunstâncias similares, portanto, não deixe de contatá-las regularmente.

Postado em 19 de Maio de 2020

Rotary: brasileiros se destacam no combate à Covid-19

Os membros do Rotary no Brasil vêm se destacando nas ações de combate à pandemia de coronavírus. Dos mais de 150 projetos aprovados para utilização do Fundo para Assistência em Casos de Desastres pela Fundação Rotária no mundo, o Brasil é o terceiro país com maior número de projetos aprovados até o momento, atrás apenas da Índia e dos Estados Unidos. Até o dia 20 de abril, o Brasil teve 20 projetos aprovados para utilização do fundo de desastres para a compra de equipamentos de combate à Covid-19, além de suprimentos para pessoas carentes. Com a falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais de saúde nos hospitais, os projetos dos Rotary clubs se concentram na compra de materiais como luvas e máscaras cirúrgicas, face Shields (protetores faciais de plástico), materiais de higiene e outros itens necessários aos cuidados de médicos, enfermeiros e pacientes. Como destaca Mário César de Camargo, diretor do Rotary International, a pandemia mostrou a rápida capacidade de reação dos membros da organização no Brasil. “Quando surgiu a oportunidade, eles imediatamente se engajaram e, como a outorga do subsídio é na base do primeiro que chega é o primeiro que é servido, eles se colocaram bem na lista, e tiveram 20 dos 159 projetos que foram aprovados no mundo”, aponta.  Hipólito Ferreira, curador da Fundação Rotária, explica como a entidade modificou seus critérios e procedimentos para que os membros do Rotary de todo o mundo pudessem desenvolver e implementar projetos de combate à pandemia. “Quando se falava em assistência a desastres, se falava em tsunami, em excesso de chuvas, em coisas que fossem realmente destruidoras a partir do meio ambiente. E agora, a grande flexibilização foi determinar que a doença pode ser considerada também um desastre”, explica. Para possibilitar a implementação dos projetos, alguns processos foram modificados dentro da Fundação Rotária, como a dispensa da necessidade de fundos vindos de um parceiro internacional, e a possibilidade da utilização do Fundo Distrital de Utilização Controlada (FDUC) também para os projetos voltados à Covid-19. “O fundo de auxílio a desastres tem um procedimento que é praticamente aprovação default (padrão). A pessoa pediu dinheiro, ela recebe. A Fundação Rotária confia que o distrito* vá fazer uma aplicação devida desse dinheiro”, diz Mário César. “A Fundação Rotária, ao flexibilizar as regras, tornou tudo muito fácil”, avalia Hipólito. Até o momento, a Fundação Rotária já disponibilizou US$ 4 milhões para a realização de projetos de combate ao coronavírus no mundo, utilizando o Fundo para Assistência em Casos de Desastres. Cada projeto pode receber até US$25 mil para sua implementação. Com a alta cotação do dólar no Brasil, os projetos aqui realizados têm recebido uma média de R$ 127.500 cada. No total, os projetos realizados aqui com a utilização deste fundo já receberam cerca de US$ 500 mil ou R$ 2,55 milhões. Além dos projetos que utilizam o fundo de desastres, alguns distritos* também estão desenvolvendo projetos com a utilização de subsídios globais (que apoiam atividades internacionais maiores), também para a compra de EPIs, envolvendo valores de US$ 30 mil a US$ 52 mil cada. No total, a Fundação Rotária já disponibilizou mais de US$ 7,20 milhões para utilização em projetos de subsídios globais no mundo. Entre os projetos realizados no país, Mário César destaca o do distrito* 4420, que inclui a compra de oxímetros para hospitais do estado de São Paulo. O aparelho mede o nível de oxigenação na corrente sanguínea do paciente, alertando os médicos quando esse nível está abaixo do ideal. Hipólito aponta outra iniciativa de impacto, como a do distrito* 4760, que possibilita a compra de equipamentos de segurança para 26 hospitais em 22 cidades do estado de Minas Gerais, além da utilização da verba de sua conferência distrital em um projeto de subsídio global também para o combate ao coronavírus. Vale lembrar que, além das iniciativas realizadas com os fundos da Fundação Rotária, centenas de Rotary clubs de todo o Brasil têm se mobilizado diariamente com suas próprias verbas para a confecção e distribuição de equipamentos de proteção individual, cestas básicas e kits de higiene em um esforço conjunto para combater a propagação da doença do país. *Para quem não conhece a estrutura do Rotary International, regionalmente, os Rotary clubs são agrupados em distritos. Fonte: Blog Vozes do Rotary (leia a publicação original em https://rotaryblogpt.wordpress.com/2020/05/04/rotary-brasileiros-se-destacam-no-combate-a-covid-19/#more-2151)

Postado em 13 de Maio de 2020

Cancelamento e Oficio da CCO - XXXVI ADIC

Guarapuava, 24 de Abril de 2020. Ao Presidente do Rotary Club de Guarapuava À Governadora do Distrito 4640 À Representação Distrital de Interact Clubes – Distrito 4640 Um dos maiores programas do ROTARY e, bem-sucedido no mundo, é também, em nossa cidade. O Interact Club é uma responsabilidade da Família Rotária de Guarapuava, sendo apadrinhado pelos 03 clubes de Rotary locais. Um orgulho para toda a comunidade guarapuavana. Autorizado pelos clubes responsáveis, o Interact Club de Guarapuava inscreveu-se para sediar a Assembleia Distrital de Interact – do Distrito Rotário 4640 e foi devidamente credenciado para tanto, na última Represete, realizada durante a programação do XXXV EDI in Hogwarts, em data de 14/04/2019, no município de Palotina/PR. Desde então, a Comissão Organizadora e os associados do Interact Club de Guarapuava, apoiados pelos respectivos Rotary Clubes padrinhos, dedicaram seu tempo e talento para preparar esse importante evento de treinamento de lideranças. Uma ação tão grande, séria e desafiadora quanto foi também, a decisão pelo cancelamento. A Comissão Organizadora da XXXVI ADIC in 80´s – Guarapuava, diante da impossibilidade de realização do evento no período de 01 a 03 de Maio de 2020, bem como, em data futura ainda nesta gestão rotária de 2019-20, com motivação gerada pela pandemia Covid-19, decidiu pelo CANCELAMENTO do evento e, como organizadores responsáveis, pela devolução dos valores de validação das inscrições aos respectivos depositantes. Esta é a decisão da Comissão Organizadora. Agradecemos ao Rotary Club de Guarapuava, dentre a Família Rotária, por responder pelos valores creditados. Nossa decisão é pela devolução dos valores das inscrições àqueles que efetuaram o depósito, mas, para encerrarmos nossa participação enquanto organizadores do evento, optamos pela transferência do valor total diretamente à Tesouraria Distrital da Governadoria do Distrito 4640 que poderá responder oportunamente pelos mesmos, segundo critérios e decisões da Governadora Maria Goreti O. de Azevedo conjuntamente com o Governador Eleito Edison de Castro Pagnozzi, se assim, for necessário. Clique aqui para baixar o relatório.

Postado em 02 de Maio de 2020

Informativo Rotário de Fevereiro de 2020

CANJA DO GALO INÁCIO COLETA DE LEITE HUMANO ENTREGA DE CADEIRAS DE RODAS EXPOSIÇÃO DE BANCO ORTOPÉDICOS APRESENTAÇÃO PROGRAMA ABTRF MENSAGEM SOBRE 115 ANOS DO RI

Postado em 15 de Abril de 2020

Ver todos

Ryla 2020

Ryla 2020   Data 06/06/2020 - 16:00 as 18:00    Palestras 1) Autoconhecimento - Mayckon Grassi (Psicólogo)  2) Autodesenvolvimento - Teófilo Laborne (Atleta profissional)  3) Autoliderança - Simone Zolet    Curriculos Myckon Grassi: Professor  no colégio Bertoni Medianeira de habilidade sócio emocional, graduando de psicologia do 7 período, voluntário na ONG sos vida a 10 anos, atualmente é coordenador do grupo de apoio sobrevivências, grupo destinado para apoio emocional para quem tem questões relacionadas ao suicídio.     Teófilo Laborne: Campeão pan-americano 1991, finalista olímpico 1992, campeão e duas vezes recordista mundial 1993, superintendente de esportes de competição do Estado de Mimas Gerais 2004 a 2008 e Gerente de Natação do Minas Tênis Clube de 2009 até hoje.     Simone Zolet: apaixonada pelo potencial positivo dos indivíduos, pesquisadora independente, escritora, empreendedora evolutiva, voluntária co-fundadora da Ong Liderare. Experiencia de mais de duas décadas em desenvolvimento de lideranças.     Inscrições: - Exclusivas para alunos de escolas publicas de 14 a 18 anos (até 3 participantes) - Sem custo - Link: https://forms.gle/oS7SaPvRdSzpyMba8     Observação: Durante o evento serão sorteados 2 tablets e 1 notebook! (valido para inscritos e presentes)Dúvidas com a companheira Marinez Rubert (45) 99976-7737

Em 30/05/2020

ROTARY CLUB DE GUARAPUAVA LAGOA ENTREGA COBERTORES PARA O HOSPITAL SEMMELWEIES EM GUARAPUAVA

O Rotary Club de Guarapuava Lagoa entregou nesta quinta-feira, neste dia 28 de maio de 2020, 40  cobertores para a Fundação Hospital Semmelweies, no Distrito de Entre Rios em Guarapuava. A doação faz  parte do projeto  de apoio as entidades de  apoio e de saúde como um reforço no combate ao COVID-19. A Fundação Hospital Semmelweies,  criado em 1951, atendem a pacientes de Entre Rios e toda a região, com uma população de 12 mil pessoas oferecendo atendimentos em sete especialidades médicas e um vasto número de exames complementares. As especialidades médicas são Cardiologia, Clínica Geral, Ginecologia, Neurologia, Obstetrícia, Pediatria e  Psiquiatria.  Hoje, o hospital conta com seis médicos e uma equipe em torno de 30 funcionários e  26 leitos. Com atendimento tanto pelo SUS quanto por planos particulares, os serviços incluem consultas, radiografias, eletrocardiograma, ecografia, exames laboratoriais, atendimento ambulatorial, internamentos, cirurgias de pequeno porte e UTI móvel.  Além da Cooperativa Agrária, a Fundação Semmelweis conta com amplo apoio e patrocínio da comunidade, cooperados e colaboradores da Cooperativa.

Em 28/05/2020 por Rotary Club de Guarapuava-Lagoa

Reuniões online

Seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) de evitar aglomerações, desde o mês de março as reuniões do Rotary Club de Cascavel Leste estão sendo feitas online. Mesmo que a vontade seja de estar próximo fisicamente dos companheiros e poder confraternizar, reuniões feitas em aplicaticos online é uma forma de poder deliberar o assuntos do clube e estar de certa forma próximo dos companheiros.

Em 28/05/2020 por Rotary Club de Cascavel-Leste

25/Maio - Dia da Indústria

Dia da IndústriaNesta data a homenagem é destinada aos espaços de produção de maior representação para as economias nacionais: as indústrias.   Também conhecidas como o “Setor Secundário” de um país, as indústrias podem abranger os mais variados tipos de mercados, desde os alimentícios até os de vestuário, por exemplo.   O Brasil começou a ser industrializado a partir do governo do presidente Getúlio Vargas, mas apenas com Juscelino Kubitschek as indústrias estrangeiras começaram a se instalar no Brasil, fazendo com que a economia do país aumentasse.  Atualmente, a indústria está intrinsecamente inserida nas sociedades globais, sendo impossível imaginar a vida contemporânea ser este setor.   Origem do Dia Nacional da Indústria:   O dia 25 de maio foi escolhido como Dia da Indústria em homenagem ao patrono da indústria nacional, Roberto Simonsen, que faleceu em 25 de maio de 1948.   Roberto Simonsen foi um engenheiro, industrial, administrador, professor, historiador e político, além de membro da Academia Brasileira de Letras – ABL. Além disso, Simonsen era presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP).   Parabéns aos Companheiros Industriários.

Em 24/05/2020 por Rotary Club de Francisco Beltrão-Integração

25/Maio - Dia do Trabalhador Rural

25/Maio - Dia do Trabalhador Rural O Dia do Trabalhador Rural é comemorado anualmente dia 25 de Maio no Brasil.   A data homenageia todas as pessoas que trabalham nas zonas rurais, campos, fazendas como lavradores, agricultores, cuidadores de animais, e etc.     Origem da Data: A comemoração do Dia do Trabalhador e Trabalhadora Rural foi instituída no Decreto de Lei nº 4.338, de 1 de junho de 1964.   No dia 25 de Maio de 1963, falecia o deputado federal Fernando Ferrari (1921-1963), um dos políticos mais engajados na luta dos trabalhadores rurais por seus direitos e questões sociais. A morte de Fernando se transformou em uma data símbolo para os profissionais da categoria.   Em 1971 foi instituído o Programa de Assistência ao Trabalhador Rural, com a Lei Complementar nº 11, que ficou conhecida como Lei Fernando Ferrari, em homenagem ao parlamentarista que lutou pelos direitos destes trabalhadores.    Trabalho Rural no Brasil:  O Brasil sempre teve na agricultura, no extrativismo e na pecuária suas maiores fontes de riqueza. Em 2013, calculava-se que 15,2 milhões de pessoas exercessem atividades ligadas ao campo. Essas ocupações estão em declínio com a mecanização, os baixos salários e a falta de oportunidades no setor.   No entanto, sua atividade é fundamental para que tenhamos alimentos de qualidade para comer.    Por isso, respeitar o trabalhador do campo como um profissional que merece todos os direitos é dever da sociedade e do governo brasileiro.    Homenagens para o Dia do Trabalhador Rural: Nossas homenagens para esses homens e mulheres, cujo trabalho no campo contribui para o crescimento da economia e sustento da população das cidades!  Parabéns!   

Em 24/05/2020 por Rotary Club de Francisco Beltrão-Integração

DOAÇÃO DE CESTAS BÁSICAS PARA APOFILAB

O Rotary Club de Cascavel-Integração, em parceria com o Instituto São João, de Cascavel, doaram para a Apofilab, 60 cestas básicas contendo alimentos e materiais de limpeza. A Apofilab - Associação de Portadores de Fissura Labio-palatal de Cascavel, atende a mais de 250 pacientes/alunos de mais de 60 municípios, com atendimento especializado e suporte as suas famílias. Neste momento de Pandemia, as atividades estão suspensas, porém, muitos pacientes/alunos carentes, necessitam de apoio financeiro e psicológico, sendo que as cestas serão doadas para as famílias necessitadas.

Em 23/05/2020 por Rotary Club de Cascavel-Integração

Reuniões Domingo | 19:00
Casa da Amizade - Linha Santa Catarina,SN, SL Cep: 85650-000